FRANK MCGRATH JORNADA PDF

Slideshare uses cookies to improve functionality and performance, and to provide you with relevant advertising. If you continue browsing the site, you agree to the use of cookies on this website. See our User Agreement and Privacy Policy. See our Privacy Policy and User Agreement for details. Published on Mar 15, SlideShare Explore Search You.

Author:Kagahn Misida
Country:Libya
Language:English (Spanish)
Genre:Education
Published (Last):20 November 2004
Pages:435
PDF File Size:20.1 Mb
ePub File Size:10.80 Mb
ISBN:347-1-57368-460-1
Downloads:59962
Price:Free* [*Free Regsitration Required]
Uploader:Tolmaran



This document was uploaded by user and they confirmed that they have the permission to share it. If you are author or own the copyright of this book, please report to us by using this DMCA report form.

Report DMCA. Home current Explore. Words: 21, Pages: Preview Full text. A jornada de Frank McGrath Iniciando Por que estou aqui? Porque eu posso. Porque a dor me diz que eu estou acordado. Lembra-me que eu estou vivo. Quem sou eu? Eu sou o destruidor do ferro. Eu sou o triturador da mediocridade. Eu sou a face do destino.

Eu sou um Animal Dezoito semanas nesse buraco negro. Eu realmente estou contando os minutos, os segundos. Quando acabar, eu me intensificarei para a luz.

Eu vou brilhar Onde a feiura se torna bonita. Ouve aquele silencio? Vamos jogar um pouco de ferro no fogo Levantar, mijar, se vestir. Nada de biscoitos. Nada de jornais. Sem pausas para o cafezinho A Rota nunca muda. Sem descanso. Alguns dias ele parece me zoar. Sim, eu vou fazer isso.

Outro dia eu penso, que diabos estou fazendo? Estou progredindo? Todo dia ele me cumprimenta, meu maldito despertador. Se eu ouvir de perto, eu juro que ouvi-lo badalar. E um grande espelho para me examinar e me deixar pra baixo. Sim, lar, doce lar. Que se foda. O que mais? Cortinas floridas? A cozinha. O quarto. A sala de estar. A cozinha, a minha fome. O quarto, o meu desejo. Merda, eu gasto muito tempo dentro destes lugares, dentro de minha mente.

Que porra. Eu tenho o problema oposto. Essa busca? Domino de si. A monotonia de comer. Eu tenho que tomar a iniciativa. Eles comem instintivamente. Eu tive que aprender a comer, superando o meu apetite. Eles apreciam a comida, o gosto e toda essa merda.

Eles comem fora sempre que querem. Mas eu tenho que comer para viver… estou comendo para conseguir algo. Eliminei um monte de alimentos. Quer ouvir algo foda? Nunca tinha visto antes. Se isso fosse verdade, eu seria uma vaca. Sim, uma vaca gigante com um rabo de aveia, chifres de batata-doce e cascos de ovos. De qualquer forma, vou tentei explicar a ela o que significa fazer dieta, em termos que ela compreendesse. Eu perguntei por que ela sempre sai com a bolsa.

Quando vou ficar fora por mais de duas horas, levo um isopor comigo. Dependendo de quanto tempo eu ficarei fora, eu vou levar o meu isopor pequeno ou grande. Agora eu pergunto-lhe sobre o trabalho. As pessoas passam a vida fazendo um monte de coisas para satisfazerem-se. Para mim, quando eu vejo comida, eu vejo duas coisas e nada mais. Eu vejo tijolos e vejo merda. Eu sabia que precisaria ter muitos tijolos e muito tempo. A minha casa de resistir a qualquer tempestade ou vai desmoronar facilmente?

Eu acho. Primeiro, um isopor para a minha comida quando eu estiver fora. Em segundo lugar, um microondas — eu uso sempre que posso — na minha batata-doce, no meu mingau de aveia. Em terceiro lugar, uma geladeira, para armazenar o meu bife, meus vegetais, meus ovos, meu refrigerante diet.

Em quarto lugar, meus suplementos. Vou dizer aqui para o registro — Eu uso de suplementos. Especialmente quando estou de dieta. E eu estou comendo quatro vezes ao dia, todos os dias. E eu nem sequer falei sobre a academia ainda, o cardio. Para que eu possa ficar grande? Para poder ver meu melhor em uma noite do ano, sob as luzes brilhantes? Eu tenho que fazer o que eu sei que nasci para fazer. Eles muitas vezes param e olham. Paro e me pergunto se eu posso carregar o peso esmagador das minhas expectativas.

Bem-vindo ao meu mundo. Na sociedade, eu sou pequeno. Pegue na semana passada, por exemplo. Peguei um dos carros e comecei a fazer a minha maneira, passando nos quatro corredores, aqueles que sei de cor. Acontece automaticamente. Quem pode imaginar? Eu a conheci em uma academia. Talvez isto seja o que atraiu a ela para mim. Os noventa e nove e o primeiro.

Tudo o que tenho eu me quebrei para conseguir. Somos poucos e temos de estar sobre o topo da montanha para sermos ouvidos. Quando o dia chegar, seremos ouvidos. Nenhuma energia.

LOGIC DESIGN BY SUDHAKER SAMUEL PDF

A Jornada - Frank Mcgrath

This document was uploaded by user and they confirmed that they have the permission to share it. If you are author or own the copyright of this book, please report to us by using this DMCA report form. Report DMCA. Home current Explore. Words: 21, Pages: Preview Full text. Conseguir mulheres?

RIGOL DS1102E MANUAL PDF

A Jornada Frank Mcgrath 18 Sem

.

Related Articles